top of page

Como vender muitos livros durante a pré-venda? Autores Voe de março respondem


Os escritores de março de 2023 revelaram para a gente tudo que fizeram para conseguir bater a pré-venda Voe da editora, que é uma publicação por meta de vendas do livro que será publicado, ou seja: os escritores precisam vender uma quantidade para viabilizar a publicação. Caso alcançada a meta, a publicação fica gratuita.. Tudo que eles disseram pode ser aplicado também para estratégias em qualquer tipo de pré-venda. Vamos voar com esse autores?


Descubra agora como fazer sua pré-venda decolar e vender muitos livros físicos nesse período


Allan Marque e mais de 100 livros vendidos em pré-venda



Foto do autor Allan Maques. Mostra um homem branco de cabelos pretos usando terno em frente a uma árvore um gramado.
Allan Marques escritor do livro "O Poder Transformador da Comunicação"

"Antes do livro entrar na pré-venda, já havia anunciado sobre ele para amigos e familiares.


Quando a pré-venda iniciou, fiz uma ampla divulgação nas redes sociais e preparei um texto para enviar pelo WhatsApp a todas as pessoas da minha lista de contato.






Segue o texto que usei:


Olá!


Meu livro está disponível para pré-venda e possui um conteúdo bastante interessante. Foram aproximadamente 2 anos de trabalho.


A editora gostou bastante do conteúdo e vai arcar com todos gastos da produção, porém há uma cláusula contratual na qual eu me comprometi a vender 55 obras para ajudar a editora a arcar com os gastos.


Você pode me ajudar a bater essa meta?


Após esse texto, enviei a imagem da capa e o sumário do livro.


Durante a pré-venda, percebi que algumas pessoas tinham dificuldade de fazer a compra pela internet, outras acharam o frete caro e algumas estavam com medo de colocar os dados pessoais no site da Flyve para fazer o pedido porque já foram vítimas de golpe em compras pela internet.


Diante do exposto, decidi fazer uma lista com o nome das pessoas que apresentaram essas demandas. Elas fizeram o repasse do dinheiro para mim via pix e eu fiz o pedido para elas, totalizando a compra de 15 obras com o endereço de entrega para a minha residência.


Como essa estratégia funcionou e se tornou mais interessante porque reduziu o valor do frete, passei a oferecer o livro com duas opções para a aquisição, ou diretamente pelo site da editora, ou comigo através de uma lista na qual o frete sairia mais barato. Desse modo surgiu a segunda lista de pedidos.


Ao longo da pré-venda deparei com algumas pessoas que disseram que haviam esquecido de fazer a compra do livro e eu respondi a elas que fiz uma lista na qual inseri o nome de pessoas interessadas e que o frete ficaria mais barato se pedisse comigo por meio dessa lista. Assim, a segunda lista foi só aumentando e eu pensei: “se essas pessoas esqueceram de pedir, outras também devem ter esquecido”.


Após refletir sobre essa possibilidade, enviei outra mensagem via WhatsApp para todos da minha lista de contato, com exceção daqueles que eu já sabia que haviam comprado o livro.


Nesse novo contato enviei outra mensagem informando que se a pessoa ainda não tivesse comprado o livro, poderia adquiri-lo comigo por meio de uma lista na qual eu mesmo faria o pedido, e o pagamento poderia ser feito para mim em dinheiro ou pix.
Essa estratégias alavancou as vendas.

Também pedi para parentes e amigos divulgarem e ajudarem a vender. Além disso, sempre procurava uma oportunidade para falar para pessoas que sou escritor e que estou vendendo um livro.


Como resultado dessas ações, fechei a segunda lista com 113 pedidos".


Gostou da estratégia do Allan? Só sucesso.


O livro do Allan Marques é o "O Poder Transformador da Comunicação" e está disponível aqui.


Santos Aires e as parcerias essenciais


Foto de um homem negro com barba e cabelos pretos, vestindo uma camisa jeans. Ele está sorrindo na foto, em frente a uma parede cheia de jornais abertos e colados.
Escritor Santos Aires, autor de "As Lendas de Meirel"

"Durante a pré-venda do meu livro, utilizei diversas estratégias de vendas para divulgar minha obra. Uma das principais foi contar com o apoio de amigos, familiares e até mesmo desconhecidos que demonstraram interesse pelo livro. Porém, o verdadeiro segredo do sucesso foi a parceria.






Encontrar parceiros que compartilhassem do interesse pela obra e tivessem um bom alcance e respaldo para divulgá-la foi essencial.

Além disso, percebi que ter uma página bem estruturada e interativa nas redes sociais, como Instagram, facilitou muito a aproximação com os leitores. É importante manter a página organizada e postar com frequência, para que os seguidores se mantenham engajados.


Outra estratégia que funcionou bem para mim foi a "turbinação" de publicações pelo Instagram, que consiste em impulsionar as publicações para aumentar o alcance e atrair novos seguidores interessados no conteúdo", revela o escritor.


Santos Aires é o autor de "As Lendas de Meirel" que você encontra aqui.


O cuidado com o emocional e o público de Eli Vieira


Foto do escritor Eli Vieira. Mostra um homem branco, careca, de barba cheia e  brinco do tipo alargador. Ele usa uma regata preta e está com os braços tatuados cruzados em frente a uma parede de madeira. A foto é em preto e branco.
Escritor Eli Vieira, autor de "A Morte de Todos os Dias"
"A principal estratégia foi segurar os ânimos que afloraram em razão da aprovação do meu original, pela editora Flyve (risos), ainda mais se tratando de um contrato acessível às minhas condições.

Em seguida, coloquei em prática duas estratégias, de forma simultânea:


A primeira foi reforçar o público-alvo do meu Instagram (leitores, poetas, filósofos ou simpatizantes), captando mais seguidores com esses interesses e postando diariamente pequenas frases do meu livro, preparando o meu público para o lançamento.


A segunda foi o contato com esse pessoal por meio de caixa privada (Direct), também com amigos e familiares, explicando sobre o livro e a meta, com o objetivo de coletar o valor do livro+frete em forma de PIX, alguns meses antes do lançamento da pré-venda, me dando mais tempo para chegar ao objetivo proposto", explica o escritor.


Manter os nervos controlados pode ser um desafio, mas o Eli conseguiu e bateu a meta.


Eli Vieira é autor do livro "A Morte de Todos os Dias" que você pode conferir aqui.


Gostou das estratégias? Quais delas você colocou ou colocará em prática ?

Comments


bottom of page