3 erros que os escritores insistem em cometer na sua comunicação



Maquina de escrever com um papel escrito "Cancel".


Chega uma fase na qual todo escritor percebe que precisa divulgar seu livro e, como muitos não têm conhecimento na área de comunicação e marketing, acabam fazendo as ações apenas com instinto e espelhando o que outros autores fazem. Em alguns casos, pode até dar certo, afinal, nada é 100% e para cada autor, para cada livro, existem possibilidades diferentes. O que dá certo para alguns nem sempre dá para outros.


Mesmo assim, vários autores escolhem caminhos que dificilmente vão funcionar. Pensando nisso, separamos 3 erros que escritores costumam cometer na sua comunicação para que você estreie a divulgação do seu livro sem passar pela frustração de ver que não está dando certo.


Confira agora os 3 erros que os escritores insistem em cometer durante a divulgação do livro.


Primeiro: As pessoas compram o livro pela capa. Capa feita no paint NÃO vende bem.


" Ah, mas a capa faz parte da comunicação?" A resposta é sim, com toda a certeza. Uma capa profissional, bonita, feita por pessoas que estudam o mercado editorial e divulgação visual, pode fazer toda a diferença da hora do leitor escolher ou não seu livro. E a quantidade de autores que subestimam o poder de uma boa capa e diagramação é gritante. Na pressa de ter seu livro pronto, esquecem aquilo que gerará a primeira impressão no leitor. Por tanto, contrate um capista, um design ou diretor de arte especializado em capas, e arrase.


Segundo: Encher as redes sociais com o mesmo banner (arte de divulgação do livro) , dificilmente vai funcionar.


É comum ver autores postando frequentemente a mesma arte de divulgação do livro em suas redes sociais pessoais, como instagram. E isso não é bom. Que fique explicito que as artes são boas e devem ser feitas e espalhadas pelo mundo, mas de forma inteligente. Se sua rede social só tem a mesma arte, sempre com o mesmíssimo mote dizendo "compre", isso dificilmente vai dar certo. O ideal é você variar o conteúdo, mostrar detalhes do livro de formas diferentes e até falar sobre você como escritor. As artes também podem ser passadas a parceiros, que falarão do seu livro para além de divulgar o banner. Além disso, você também pode divulgar em grupos específicos do facebook.


Resumindo: tenha artes, mas varie o conteúdo, mostre ao seu leitor porquê ele deveria ler seu livro e só depois diga para ele comprar.


Terceiro: Enviar mensagem no direct de pessoas com quem você nunca trocou um "oi" pedindo para lerem seu livro.


Vamos lá, o drect, os grupos de whatsapp e facebook são ferramentas ótimas. E para o seu círculo de apoiadores, familiares e amigos é bom SIM mandar uma mensagem avisando sobre o livro. Em grupos específicos com a temática literária ou relacionada ao tema do seu livro, você pode até fazer uma mensagem estruturada, com uma chamada que desperte interesse na obra e enviar, isso pode funcionar. PORÉM, tirando por raras exceções, você enviar uma mensagem no direct ou chat privado de alguém que nem conhece, mal dizendo um "tudo bem?", além de parecer desesperado, costuma irritar muita gente e você acaba virando spam.


É preciso ter cuidado na hora de abordar as pessoas. Se quer mesmo chegar individualmente em leitores que não conhecem você ou seu livro, que tal criar uma ação em cima disso? Ofereça algo, uma amostra, algum conteúdo que de repente aquela pessoa já está procurando (conheça seu público alvo) e torne esse primeiro contato criativo. É interessante que não vá atrás de pessoas aleatórias, procure seus leads, ou seja, leitores que de fato tenham o perfil do seu livro, de repente que já até lhe seguem e viram algo de você, mesmo que não sejam próximos.


Por fim, é preciso dizer: NADA é a ferro e fogo. Uma estratégia que funciona para um escritor, pode tanto funcionar como dar muito errado para outro. Conheça sua obra, seu público, encontre seus caminhos e faça o livro acontecer.



Gostou das dicas? Conta para a gente a sua experiência com a divulgação do seu livro.